CSM - Comité para Saúde de Moçambique
Em linha com o compromisso da HAI de apoiar e fortalecer a liderança local em saúde pública, a partir de Outubro de 2021, a HAI transferiu totalmente as nossas operações globais e programas activos para ONGs baseadas localmente e lideradas localmente. Esta transição – apoiada por unanimidade pelo Conselho de Administração da HAI, juntamente com a sede e a liderança no país – representa uma mudança em relação a uma prática generalizada na saúde global que centra a autoridade de tomada de decisão e as relações com os doadores fora do Sul Global; e uma mudança em direcção à autonomia local e à equidade na saúde global.

Durante mais de três décadas, o modelo de parceria da HAI e a abordagem de reforço do sistema de saúde sublinharam o nosso compromisso com a definição de prioridades locais e a liderança na saúde global. Quando a HAI assumiu o nosso primeiro programa de “adoção distrital” em Moçambique em 1987, trabalhámos em solidariedade com o Sistema Nacional de Saúde da nação recém-independente, demonstrando o nosso apoio inabalável às instituições locais contra os insurgentes apoiados pelo apartheid e trazendo os nossos recursos e conhecimentos para a mesa como colaboradores. A cada década desde então, evoluímos e crescemos, deixando que os nossos valores nos aproximem da nossa missão através da reinvenção da nossa estrutura e operações.

O que começou como uma pequena organização composta por um punhado de americanos que trabalhavam em Moçambique e Seattle, em 2020 tornou-se uma organização global. Mais de 90% de nossa equipe eram profissionais de saúde pública e de gestão de organizações sem fins lucrativos contratados localmente, liderando a implementação altamente bem-sucedida de um portfólio diversificado de programas de promoção, educação e pesquisa em saúde. Estamos extremamente orgulhosos do crescimento e do impacto da nossa missão nas vidas humanas, nos sistemas de saúde pública e na prática da saúde global.

Mas, tal como acontece com o resto do mundo, 2020 apresentou-nos uma oportunidade para refletir sobre a forma como nos adaptamos às mudanças.

Na verdade, a saúde global vem mudando há algum tempo. Após uma longa história de intervenções paralelas lideradas por estrangeiros que muitas vezes contornam os sistemas de saúde do sector público local, os financiadores da saúde global recorrem cada vez mais aos conhecimentos especializados e aos sistemas locais para ajudar a integrar as intervenções de saúde pública e impulsionar o impacto para alcançar a cobertura universal de saúde. À medida que esta mudança ocorre, pede-se justificadamente a ONG internacionais como a HAI que defendam a manutenção de sistemas de operação globais e dispendiosos, após anos de esforços de capacitação local. Isto é especialmente verdade quando a autoridade de tomada de decisão sobre a forma como os fundos são utilizados está concentrada nos escritórios da sede, localizados fora dos países de operação.

A HAI passou mais de três décadas construindo com sucesso parcerias colaborativas e produtivas com nossos parceiros de implementação e financiamento que sabemos que veem o valor contínuo em nossa missão, modelo e abordagem. Mas também passámos décadas a investir recursos no pessoal do nosso escritório nacional, adquirindo experiência e fortalecendo conhecimentos para gerir e implementar com sucesso subvenções grandes e complexas. A sua capacidade de resposta, flexibilidade, determinação e profissionalismo brilharam particularmente em 2020, tal como a qualidade do seu trabalho sob os mais recentes Diretores Nacionais da HAI.

Com o nosso programa na Costa do Marfim a aproximar-se do fim do seu financiamento ativo em 2021, o conselho e a liderança da HAI aproveitaram a oportunidade para considerar o futuro dos restantes programas da HAI. Como resultado de muita consideração e planejamento cuidadosos, em outubro de 2021, a HAI mais uma vez evoluiu a serviço de nossa missão e valores. Nessa altura, com o apoio dos nossos financiadores, os programas e pessoal da HAI-Moçambique foram transferidos para o Comité para a Saúde de Moçambique (CSM) e os programas e pessoal da HAI-Timor-Leste foram transferidos para a Asosiansaun Hamutuk Nasaun Saudavel (HAMNASA). E em Fevereiro de 2022, tivemos o prazer de apresentar a Health Alliance Côte d’Ivoire (HA-CI), uma ONG local da Costa do Marfim fundada pelo antigo Director Nacional da HAI Côte d’Ivoire.

CSM, HAMNASA e HA-CI são ONGs independentes, registadas localmente, com um conselho, liderança e pessoal que reflectem as comunidades que servem. Todas as três organizações – com anos de apoio da HAI – possuem os sistemas e estruturas necessários para aproveitar uma ampla gama de oportunidades de financiamento. E, mais importante, todas as três organizações adoptam o modelo de colaboração do sector público e a abordagem de reforço do sistema de saúde da HAI e continuarão a trabalhar em colaboração com os parceiros de longa data da HAI, incluindo os Ministérios da Saúde, os Institutos Nacionais de Saúde e a Universidade de Washington.

O futuro dos valores, modelo e compromisso da HAI com a equidade, solidariedade e ação na saúde global é o futuro do CSM, HAMNASA e HA-CI. E assim, em abril de 2022, a HAI completará sua jornada de 35 anos.

Embora isto traga emoções contraditórias para todos nós, estamos confiantes de que o compromisso da HAI em fortalecer os serviços de saúde do sector público continuará vivo através do CSM, HAMNASA e HA-CI. E estamos orgulhosos de saber que esta transição abraça os nossos valores e visão de um modelo mais equitativo de saúde global liderado por conhecimentos locais.

Junte-se a nós para comemorar o início do que esperamos ser um futuro muito longo e de muito sucesso para CSM, HAMNASA e HA-CI.

James Pfeiffer
Executive Director
Health Alliance International

Anne Evens
Board Chair
Health Alliance International

VEJA AQUI A CONTINUIDADE DA HAI NO MUNDO

HAMNASA’s founders envisioned a local organization run by Timorese with high capacity and integrity to bring together the priorities of Timor-Leste’s local communities and public health sector. HAMNASA leadership and staff have decades of combined experience supporting clinical and community-based health training, quality improvement, and innovative intervention. HAMNASA’s vision of a health and happy Timorese people is underscored by its commitment to equity, shared vision, and collaboration.

VISIT HAMNASA WEBSITE

CSM is an independent, locally-registered Mozambican nonprofit led by a board and staff with experience executing hundreds of health systems strengthening and research projects in collaboration with Mozambique’s Ministry of Health. Based in Maputo, with active programs throughout Mozambique,  CSM expertise spans from community-based health promotion, to health information and care delivery systems improvement, to training Mozambique’s future public health leaders in a collaboration with the University of Washington.

VISIT CSM WEBSITE

Health Alliance Côte d’Ivoire (HA-CI) is an independent, locally registered Ivorian nonprofit led by HAI’s former Country Director. HA-CI’s staff have decades of experience collaborating with Côte d’Ivoire’s Ministry of Health and Public Hygiene on HIV/AIDS programs and other health systems strengthening work.  Based in Abidjan, HA-CI’s vision is to carry on the legacy of HAI in the region by continuing to serve the Ivorian community and strengthening public health access and services for all.

HA-CI WEBSITE COMING SOON